8º ano

 

LISTA DE OBRAS E TEXTOS PARA EDUCAÇÃO LITERÁRIA – 8.º ANO

Escolher um mínimo de:

Autor

Título

Existe BEAS

Cota

Observações

3 narrativas de autores portugueses

 

 

 

 

 

Alexandre Herculano 

“A abóbada” in Lendas e Narrativas

2

82-34 HER

 

José Gomes Ferreira

“Parece  impossível  mas  sou  uma  nuvem”  in  O  Mundos  dos outros

0

 

 

Miguel Torga 

“Vicente” in Bichos

18

82-34 TOR

 

Jorge de Sena 

  Homenagem ao Papagaio Verde  ” in Os Grão-capitães

0

 

 

Mário Dionísio         

“Assobiando à vontade” in O Dia Cinzento e Outros Contos

15

82-34 DIO

 

Sophia de M. B. Andresen

“Saga” in Histórias da Terra e do Mar

28

82-93 AND

 

Mário de Carvalho  

“A inaudita guerra da Av. Gago Coutinho” in A Inaudita Guerra da Av. Gago Coutinho e outras Histórias

0

 

 

1 texto dramático de autor português

 

António Gedeão 

História Breve da Lua

0

 

 

Manuel António Pina 

Aquilo que os Olhos Vêem ou o Adamastor

0

 

 

Luísa Costa Gomes    

Vanessa Vai à Luta

0

 

 
 

Hélia Correia (adapt.) 

A Ilha Encantada (A Tempestade, de W. Shakespeare)

15

82-2 COR

 

1 conto de autor de país de língua oficial portuguesa

Mia Couto      

Mar me Quer 

15

82-31 COU

 

 

1 texto de autor estrangeiro

J. R. R. Tolkien

O Hobbit

 

 

 

Anne Frank    

O Diário de Anne Frank

21

82-31 FRA

Biografia

Roald Dahl     

Contos do Imprevisto

 

 

 

2 textos de literatura juvenil

 

 

 

A Eneida de Virgílio Contada às Crianças e ao Povo (adapt. João de Barros)

3

82-31 BAR

 

Ilse Losa    

O Mundo em que Vivi

20

82-31 LOS

 

Álvaro Magalhães   

O Último dos Grimm

0

 

 Recensão

Vasco Graça Moura   

Os Lusíadas para Gente Nova

0

 

 

Escolher 8 poemas

 

1 de Sá de Miranda

Cantiga  “Comigo  me  desavim”;  "O  Sol  é  grande,  caem  co'a calma as aves" in Obras Completas

 

 

 

5 de Luís de Camões

Redondilhas: “Endechas a Bárbara escrava”, “Descalça vai para a fonte”; Esparsa: “Os bons vi sempre passar”; Sonetos: “Alma minha,  gentil,  que  te  partiste”,  “Amor  é  fogo  que  arde  sem  se ver”,  “Aquela  triste  e  leda  madrugada”,  “Busque  amor  novas artes, novo engenho”, “Erros meus, má fortuna, amor ardente”, “O céu, a terra, o vento sossegado“, “Quando de minhas mágoas a comprida imaginação” in Lírica

 

 

2 de Almeida Garrett

As  minhas  asas”  in  Flores  sem  Fruto;  “Barca  Bela”,  “Seus olhos” in Folhas Caídas

 

 

Escolher 8 poemas de 8 autores diferentes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cantiga

“Estava  eu  na  ermida  de  São  Simeão”,  “Ergue-te  amigo,  que dormes  nas  manhãs  frias”,  “Pelo  souto  de  Crescente”,  “Os provençais que bem sabem trovar” in Cantares dos Trovadores Galego-Portugueses (versão de Natália Correia)

 

 

Poemas

João Roiz de Castel Branco

“Senhora partem tão tristes” in Cancioneiro Geral

 

 

Nicolau Tolentino

“Chaves na mão,  melena  desgrenhada”,  “De  bolorentos  livros rodeado” in Obras Poéticas

 

 

Bocage

“Magro, de olhos azuis, carão moreno”, “O  céu  de  opacas sombras abafado” in Rimas

 

 

João de Deus  

“Boas noites” in Campo de Flores

 

 

Antero de Quental

“As  fadas”  in  Tesouro  Poético  da  Infância;  “O  Palácio  da Ventura”, “Na mão de Deus” in Sonetos

 

 

Guerra Junqueiro 

“A Moleirinha”, “Regresso ao lar” in Os Simples

 

 

Cesário Verde

“De  tarde”,  “Eu,  que  sou  feio,  sólido,  leal”  in  O  Livro  de Cesário Verde/ Cânticos do Realismo

 

 

António Nobre

“Fala ao coração”; “Menino e moço”; “Na praia lá da Boa Nova, um dia”; “Aqui, sobre estas águas cor de azeite” in Só

 

 

Petrarca

“132  (Se  amor  não  é,  qual  é  meu  sentimento?)”  (trad.  Vasco Graça Moura) in As Rimas de Petrarca

 

 

Shakespeare

“Soneto  XCVIII  (De  ti  me  separei  na  Primavera)”  (trad.  Luís Cardim),  Colóquio  Letras  n.º  168/169  (Imagens  da  Poesia Europeia II)