Faça lá um poema

Atividade que envolveu os alunos do Agrupamento, sob a orientação dos professores de Português:

Os poemas vencedores foram:

 

 

Quando eu for grande

Quando eu for grande

quero ser astronauta

para conhecer o Espaço

como um músico conhece a pauta.

 

Também quero ser bombeiro,

um herói verdadeiro…

Apagar incêndios, salvar pessoas,

praticar o bem a tempo inteiro.

 

Ser cientista seria fantástico…

Fazer múltiplas experiências

E inventar algo que fique na lembrança.

Mas, entretanto,

o que eu quero ser é criança!

Eduardo Marques, 4.º A

 

 

Meu cantinho sagrado…

 

Bato suavemente as asas da imaginação,

Indo de folha em folha, de livro em livro,

Bebendo o suco do sentido das palavras,

Lendo e devorando histórias.

Interrompo as obrigações,

Ouvindo o diapasão do pensamento,

Tecendo melodiosas palavras,

Entoando o canto dos poetas imperecíveis,

Confiando a este espaço sagrado de afetos

A felicidade do meu dia-a-dia.

Raul Reis, 6º C

 

 

 

Privilégio…

 

Foi um privilégio

Estar dentro de ti,

De corpo e alma…

Foi um privilégio

Sentir o bater do teu coração,

Uma canção de embalar…

 

Mais tarde, embevecida ouvia

Histórias cheias de magia

Envolta no terno abraço

Que só uma mãe consegue dar.

 

Hoje, posso confiar-te os meus segredos,

Sentir o teu aconchego,

Afugentando os meus medos…

 

Privilégio…

Olhar para ti e repetir:

-Mãe, gosto tanto de ti!...

Tamila Holub, 8ºA, nº 20